Sobre
Nasce uma Lenda
1905

Nasce uma Lenda

John D'Angelico nasceu em Little Italy, lado leste de Manhattan. Com apenas nove anos de idade ele se tornou aprendiz de seu tio-avô Signor Ciani, um luthier especializado em violino e mandolin. Esse conhecimento se tornou a base dos princípios de fabricação que ele posteriormente incorporou em suas guitarras “archtops” acústicas reconhecidas mundialmente.

1905

Nasce uma Lenda

John D'Angelico nasceu em Little Italy, lado leste de Manhattan. Com apenas nove anos de idade ele se tornou aprendiz de seu tio-avô Signor Ciani, um luthier especializado em violino e mandolin. Esse conhecimento se tornou a base dos princípios de fabricação que ele posteriormente incorporou em suas guitarras “archtops” acústicas reconhecidas mundialmente.

Susan Tedeschi

A Loja
1932

A Loja

A primeira loja de D'Angelico ficava em Nova York na 40 Kenmare Street, Little Italy. A loja era pequena, mas perfeita para sua operação humilde: os instrumentos D'Angelico eram estritamente feitos à mão e em quantidade muito limitada. Durante o final da década de 1930, quando a produção estava no auge, D'Angelico produziu aproximadamente 35 instrumentos por ano com a ajuda de apenas dois funcionários.
A preciosidade de uma D'Angelico tornou-se parte de sua lenda, mas era exatamente como o master-luthier preferia trabalhar.

1932

A Loja

A primeira loja de D'Angelico ficava em Nova York na 40 Kenmare Street, Little Italy. A loja era pequena, mas perfeita para sua operação humilde: os instrumentos D'Angelico eram estritamente feitos à mão e em quantidade muito limitada. Durante o final da década de 1930, quando a produção estava no auge, D'Angelico produziu aproximadamente 35 instrumentos por ano com a ajuda de apenas dois funcionários.
A preciosidade de uma D'Angelico tornou-se parte de sua lenda, mas era exatamente como o master-luthier preferia trabalhar.

Susan Tedeschi

Um Ícone de Nova York
1944

Um Ícone de Nova York

Nos anos 40, Nova York vivia em estado de alerta devido a Segunda Guerra Mundial. A música mais uma vez assumiu o importante papel de dar vazão emocional e os guitarristas profissionais e amadores dependiam do D'Angelico para criar seus instrumentos. Seu reconhecimento como o "melhor fabricante de guitarras elétricas acústicas" trouxe ofertas de grandes empresas, porém John já tinha sua resposta: "Muito Dinheiro ? Cargo Distinto? Para que? Meu desejo é construir guitarras com meu próprio nome, para meus clientes, do jeito que eu faço! Para mim, é uma boa vida! " Como sempre, D'Angelico sabia que sua lealdade estava voltada para os instrumentos e os artistas.

1944

Um Ícone de Nova York

Nos anos 40, Nova York vivia em estado de alerta devido a Segunda Guerra Mundial. A música mais uma vez assumiu o importante papel de dar vazão emocional e os guitarristas profissionais e amadores dependiam do D'Angelico para criar seus instrumentos. Seu reconhecimento como o "melhor fabricante de guitarras elétricas acústicas" trouxe ofertas de grandes empresas, porém John já tinha sua resposta: "Muito Dinheiro ? Cargo Distinto? Para que? Meu desejo é construir guitarras com meu próprio nome, para meus clientes, do jeito que eu faço! Para mim, é uma boa vida! " Como sempre, D'Angelico sabia que sua lealdade estava voltada para os instrumentos e os artistas.

Susan Tedeschi

O Aprendiz
1952

O Aprendiz

James D'Aquisto era baixista e guitarrista de jazz em Nova York. Quando adolescente, foi conhecer a oficina do D'Angelico e ficou imediatamente fascinado pela idéia de construir instrumentos músicas. Conseguiu um emprego de aprendiz em 1952 com apenas 17 anos. D'Aquisto ganhava 35 dólares por semana limpando as janelas, varrendo o chão e outros pequenos serviços. Porém, mbos não imaginavam que D'Aquisto perpetuaria a lenda D'Angelico para as próximas gerações.

1952

O Aprendiz

James D'Aquisto era baixista e guitarrista de jazz em Nova York. Quando adolescente, foi conhecer a oficina do D'Angelico e ficou imediatamente fascinado pela idéia de construir instrumentos músicas. Conseguiu um emprego de aprendiz em 1952 com apenas 17 anos. D'Aquisto ganhava 35 dólares por semana limpando as janelas, varrendo o chão e outros pequenos serviços. Porém, mbos não imaginavam que D'Aquisto perpetuaria a lenda D'Angelico para as próximas gerações.

Susan Tedeschi

Um inverno frio
1964

Um inverno frio

No início dos anos 60, a saúde de John D'Angelico tornou-se frágil. Como único funiocinário na loja, D'Aquisto foi assumindo pouco a pouco a produção dos instrumentos. Mais tarde, no inverno frígido de 1964, D'Angelico veio a falecer em decorrência de uma insuficiência cardíaca. Ele tinha apenas 59 anos de idade.

Depois de herdar "o comando", D'Aquisto acabou comprando a loja da família D'Angelico, e posteriormente passou a construir guitarras em sua própria marca. Atualmente, D'Angelico e D'Aquisto se destacam como os dois melhores fabricantes de guitarras “Archtop” do século XX.

1964

Um inverno frio

No início dos anos 60, a saúde de John D'Angelico tornou-se frágil. Como único funiocinário na loja, D'Aquisto foi assumindo pouco a pouco a produção dos instrumentos. Mais tarde, no inverno frígido de 1964, D'Angelico veio a falecer em decorrência de uma insuficiência cardíaca. Ele tinha apenas 59 anos de idade.

Depois de herdar "o comando", D'Aquisto acabou comprando a loja da família D'Angelico, e posteriormente passou a construir guitarras em sua própria marca. Atualmente, D'Angelico e D'Aquisto se destacam como os dois melhores fabricantes de guitarras “Archtop” do século XX.

Susan Tedeschi

O Retorno da D'Angelico
2011

O Retorno da D'Angelico

O desejo renovado pelo timbre de uma elétrica-acústica “archtop” e uma grande exposição com John D'Angelico no Metropolitan Museum of Art de Nova York em 2011 (“Guitar Heroes: Legendary Craftsmen da Itália para Nova York”) alimentaram tremendamente um novo interesse pelas guitarras D'Angelico. O momento era perfeito: a marca D'Angelico tinha acabado de ser comprada e a nova gestão investiu na fabricação, estrutura de distribuição e armazenamento de alta qualidade. Durante os primeiros meses de operação, a equipe D'Angelico trabalhou sob a radar de criar e aperfeiçoar uma linha de reedições autênticas com a qualidade D'Angelico por um preço mais acessível. Os novos modelos foram recebidos com estusiasmo pelo mercado atual, o que tornou a D'Angelico uma das "novas" marcas mais bem sucedidas da industria.

2011

O Retorno da D'Angelico

O desejo renovado pelo timbre de uma elétrica-acústica “archtop” e uma grande exposição com John D'Angelico no Metropolitan Museum of Art de Nova York em 2011 (“Guitar Heroes: Legendary Craftsmen da Itália para Nova York”) alimentaram tremendamente um novo interesse pelas guitarras D'Angelico. O momento era perfeito: a marca D'Angelico tinha acabado de ser comprada e a nova gestão investiu na fabricação, estrutura de distribuição e armazenamento de alta qualidade. Durante os primeiros meses de operação, a equipe D'Angelico trabalhou sob a radar de criar e aperfeiçoar uma linha de reedições autênticas com a qualidade D'Angelico por um preço mais acessível. Os novos modelos foram recebidos com estusiasmo pelo mercado atual, o que tornou a D'Angelico uma das "novas" marcas mais bem sucedidas da industria.

Susan Tedeschi

O Crescente Legado
Today

O Crescente Legado

Ao longo de mais de 80 anos, crescemos de uma pequena loja em Little Italy para um amplo showroom no centro de Manhattan. Porém nossa promessa continua a mesma: fabricar guitarras excepcionais que preservem o legado de John D'Angelico. Com instrumentos nas mãos de artistas altamente influentes e disponíveis em revendas ao redor do mundo, a D'Angelico chegou para ficar. Nossas linhas –reedições, novos modelos de semi-acústicas e a primeira série de corpo sólido nos 85 anos de história da marca - se destacam pela excelente qualidade e sonoridade. Bob Weir, Susan Tedeschi, Kurt Rosenwinkel e um exército de músicos que recomendam nossos instrumentos demonstra isso. A nossa garantia de instrumentos de altissima qualidade feito com a maior paixao fazem com que a D’Angelico matenha sua lenda.

Today

O Crescente Legado

Ao longo de mais de 80 anos, crescemos de uma pequena loja em Little Italy para um amplo showroom no centro de Manhattan. Porém nossa promessa continua a mesma: fabricar guitarras excepcionais que preservem o legado de John D'Angelico. Com instrumentos nas mãos de artistas altamente influentes e disponíveis em revendas ao redor do mundo, a D'Angelico chegou para ficar. Nossas linhas –reedições, novos modelos de semi-acústicas e a primeira série de corpo sólido nos 85 anos de história da marca - se destacam pela excelente qualidade e sonoridade. Bob Weir, Susan Tedeschi, Kurt Rosenwinkel e um exército de músicos que recomendam nossos instrumentos demonstra isso. A nossa garantia de instrumentos de altissima qualidade feito com a maior paixao fazem com que a D’Angelico matenha sua lenda.

Susan Tedeschi

Susan Tedeschi

Brad Whitford

Excel DC

Brandon "Taz" Niederauer

Deluxe Atlantic ®

Kurt Rosenwinkel

Deluxe Atlantic ®

Isaiah Sharkey

Deluxe Bedford ®

Shakey Graves

Excel 175

Billy Preston

Excel Bass

Cody Simpson

Todd Pritchard

Excel DC

Nai Palm

Bruno Major

Excel EXL-1

Luke Pritchard

Mike "McDuck" Olson

Jonathan Butler

1942 Excel